22 de ago de 2011

Joel de Lima se reúne em Brasília para solicitar implantação do curso de Medicina em Foz

Joel de Lima buscará apoio do Governo Federal para solucionar impasse 

Joel de Lima, da Itaipu Binacional, e o reitor da Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste), Alcebíades Orlando, participam no dia 30, em Brasília, de uma reunião para solicitar agilidade no processo de implantação do curso de medicina em Foz do Iguaçu. No ano passado, o Conselho Universitário da instituição, inclusive, anunciou a abertura de 40 vagas para o curso.
"Auxiliarei o reitor porque há vários anos discutimos o assunto nas reuniões do Grupo de Trabalho Itaipu Saúde, também à pedido da Ministra-Chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann", diz. 
Em dezembro, a Itaipu, o governo do Estado do Paraná, a Prefeitura de Foz do Iguaçu e a Fundação de Saúde Itaiguapy assinaram o termo de cooperação para formalizar o curso de Medicina em Foz do Iguaçu.

A primeira etapa incluiria a compra de equipamentos e também os preparativos para a contratação de funcionários. Parte da infraestrutura seria oferecida pela Itaipu Binacional, por intermédio do Hospital Costa Cavalcanti, que funcionaria como Hospital Escola.

Reunião no ano passado decretou a implantação do curso em Foz; Estiveram presentes representantes do Estado
Uma emenda do ex-deputado, Chico Noroeste, colocada no orçamento estadual deste ano, viabilizaria a construção de salas de aula, laboratórios e outros equipamentos.

A reunião, onde Lima participará em Brasília,  é resultado do "Plano de Expansão da Rede Federal de Ensino". A interiorização do desenvolvimento econômico e social é o principal norteador da terceira fase de expansão da rede de ensino e pesquisa federal.

A União vai investir cerca de R$ 7 milhões por unidade de educação profissional e R$ 14 milhões no caso de campus universitário. O plano de expansão prevê a criação de quatro universidades federais, a abertura de 47 campi universitários e 208 unidades dos institutos federais de educação, ciência e tecnologia, construídos em parceria com as prefeituras que doam os terrenos.

Até 2012, a meta é concluir 20 campi universitários em oito estados e 88 unidades de institutos federais em 25 estados e o Distrito Federal.

Com informações do Blog do Joel

Nenhum comentário: