1 de ago de 2011

Assembleia do Paraná fica alagada e reforma custará R$ 3,5 milhões

Foto: Divulgação
E a Assembleia Legislativa do Paraná foi inundada. A chuva que contínua deste início de semana foi demais para o sistema de encanamentos do prédio no Centro Cívico. E o resultado é o que se vê na foto.
A Assembleia  rapidamente publicou notícia avisando do alagamento e dizendo que isso mostra como são urgentes as reformas no prédio. O orçamento é de R$ 3,5 milhões.
A pergunta que não quer calar, porém, é como uma instituição com mais de R$ 300 milhões anuais fica com encanamento entupido, esperando por reformas?

Legislativos gastam milhões desnecessariamente

O Legislativo recebe dinheiro demais do Executivo. É essa a conclusão óbvia do noticiário do estado nos últimos dias. A Assembleia Legislativa está afirmando que pela segunda vez no ano devolverá aos cofres do governo estadual o montante de R$ 10 milhões.
A lei brasileira atrela o teto de dinheiro a ser repassado para o Legislativo a um porcentual das receitas correntes líquidas do município, estado ou país. Mas é o teto. Não precisa ser tanto.

Plenário da Assembléia Legislativa (Divulgação)
E o que já ficou claro é que poderia ser feita a mesma coisa com menos dinheiro. Desde que os excessos sejam cortados.
Mesmo com o valor mais baixo, todos os parlamentares continuam com seus altos salários e regalias. Mas, pelo menos, um pouco de dinheiro sobra. E todos sabemos como esse dinheiro é importante para outros setores.
Acho que poderia ser um novo meio de medir a eficiência de um Legislativo: sempre que gastar perto do teto legal, algo de desperdício (senão coisa pior) deve estar acontecendo.
Texto: Rogério Galindo - Caixa Zero
Entenderam? Para conter os alagamentos a Assembleia precisa de R$ 3,5 milhões, mas devolveu R$ 10 milhões ao Estado. Melhor parar por aí.

Nenhum comentário: