11 de set de 2011

Academia de Letras repudia declaração do diretor da Fundação Cultural

Biblioteca Pública comemorou 48 anos no último dia 06 de setembro

Em reunião realizada na noite de sexta-feira, após a publicação da reportagem no Clickfoz “Biblioteca Pública está longe de ser prioridade da Fundação Cultural”, os integrantes da Academia decidiram pela manifestação à favor da Biblioteca e contra o diretor-geral da Fundação Cultural, Adilson Pasini. Veja a nota de repúdio abaixo: 

CONSIDERANDO a opinião do Secretário Geral da Fundação Cultural de Foz do Iguaçu a respeito da comemoração do aniversário da Biblioteca Municipal de Foz do Iguaçu, expressa em entrevista ao Portal ClickFoz, de 09 de setembro de 2011 em que diz “a Biblioteca Pública é apenas uma divisão da Fundação, assim como a Divisão de Recursos Humanos, ou Almoxarifado, por exemplo. O que deve ser comemorado é o aniversário da Fundação, a Biblioteca é só uma divisão, não precisa de ações como essas”.

CONSIDERANDO a importância do Livro e sua função social e intelectual, bem como a importância da Biblioteca Municipal como mediadora entre o livro e sociedade.


CONSIDERANDO estar Foz do Iguaçu debatendo seu Programa Municipal do Livro, Leitura e Literatura, prestes a realizar sua Conferência Municipal de Cultura e eleger seu Conselho Municipal de Políticas Culturais.

CONSIDERANDO a função exercida pelo citado Secretário como fundamental para a cultura da cidade e que posições irresponsáveis como essa prejudicam, não só a cultura, mas a forma como Foz do Iguaçu é vista pelo seu povo e pelo mundo, contribuindo para desarticular o trabalho realizado nos últimos anos, tanto pelo Poder Público, quanto pela classe cultural e artística.

A ACADEMIA DE LETRAS DO EXTREMO-OESTE DO PARANÁ apresenta a seguinte NOTA DE DESAGRAVO, repudiando as palavras do Secretário-Geral e chamando a atenção para a gravidade do fato.

SOLICITA, assim, ao Poder Público, à população e à comunidade cultural ações concretas visando a amenizar os efeitos da citação e, também, realização de imediata campanha de reconhecimento do valor imensurável da Biblioteca Pública Municipal, desde a base da sociedade até os Gestores Públicos, Culturais ou não.

Nenhum comentário: