23 de ago de 2011

Para atrair turistas, aduana argentina pensa em Seguro Global



Preocupados com a diminuição de turistas brasileiros na cidade de Puerto Iguazú, após a volta da cobrança do seguro internacional obrigatório "Carta Verde", a direção da aduana argentina da Ponte Internacional Tancredo Neves, está propondo implementar na região trinacional o mesmo plano piloto de seguros utilizado no passo fronteiriço da cidade de Irigoyen (AR).

A ação tem como principal objetivo diminuir os efeitos negativos sentidos pelo comércio local e facilitar o trânsito de veículos entre os dois países.

Segundo os comerciantes da "feirinha" de Puerto Iguazú, a diminuição no movimento de turistas já chega a 80%. "Estamos vendo o que podemos fazer para melhorar esta situação. Não queremos ser os maus dessa história cumprindo com a resolução assinada entre Brasil e Argentina", disse Pedro Aquino, administrador-geral da aduana de Puerto Iguazú.

A proposta dos argentinos é implementar na zona de fronteira um seguro global com cobertura igual ao exigido atualmente, com a diferença que será válido apenas para o trânsito na região entre Foz do Iguaçu e Puerto Iguazú.

Segundo Sérgio Rios, delegado de Migração de Iguazú, deve-se considerar o baixo movimento não apenas pela cobrança da "Carta Verde", mas também pela baixa temporada de turistas.

"Os brasileiros começaram a informar nas páginas de internet e redes sociais sobre a cobrança do seguro para entrar na Argentina. Isso é muito positivo por que demonstra que estão entendendo quais são as regras estabelecidas e assinadas entre os dois países", comentou Aquino.

Da Radio Cultura com informações de La Voz das Cataratas

Nenhum comentário: