31 de ago de 2011

Médicos não vão atender mais planos de saúde



A partir desta quinta-feira (01) todos os médicos de Foz do Iguaçu não atenderão pacientes através dos planos de saúde. A informação foi dada pela Associação Médica do Paraná (AMP) através do presidente da regional na cidade, doutor José Luiz Bertolli. Segundo a AMP, Foz do Iguaçu possui 250 médicos, que atendem as mais diversas especialidades.

“Há 60 dias estamos tentando negociar com as operadoras e não tivemos retorno. No dia 31/08 vence o prazo da negociação e todos os médicos irão paralisar o atendimento e se descredenciar individualmente”, informa Dr. Bertolli.

Agora os usuários irão receber atendimento mediante pagamento e com posterior ressarcimento via recibo. Ou seja, o atendimento permanece, mas em outros moldes. Os órgãos de defesa do consumidor têm orientado que é dever das operadoras prestar informações a todos os seus usuários a respeito do descredenciamento.

O descredenciamento não interfere na relação médico-paciente, tanto para as despesas relativas a procedimentos de urgência e emergência, como para os tratamentos já em curso e cirurgias eletivas.

Para o presidente da AMP de Foz do Iguaçu as reivindicações são justas e a negativa em negociar partiu das operadoras. Somente a Unimed e a Itamed aceitaram negociar e estão fora da paralisação.

“Exigimos que os nossos honorários médicos sejam reajustados pelas operadoras de saúde de acordo com os valores da 6ª edição da Classificação Brasileira Hierarquizada de Procedimentos Médicos (CBHPM). Também solicitamos que os contratos assinados com as operadoras sejam revisados e regularizados de acordo com a resolução nº. 71/2004 da Agência Nacional de Saúde (ANS), além da aprovação do projeto de lei nº. 6964/2010 que propõe o reajuste anual dos honorários médicos”, emenda. 

Os médicos de todo país estão há mais de 10 anos sem os reajustes devidos de seus honorários, apesar do reajuste constante das mensalidades cobradas pelas operadoras e planos de saúde.

Nenhum comentário: