6 de ago de 2011

Em Foz, 824 pessoas já foram vítimas de acidentes com motos

Todos os dias quatro pessoas são internadas vítimas de acidentes com motos (Foto: Radio Cultura)


O número revela que o perigo está sobre as duas rodas. De janeiro até o início de agosto, 824 vítimas de acidentes envolvendo motos foram atendidas nos Pronto-Atendimentos de Foz. O dado mostra que 117 pessoas se acidentaram nos últimos sete meses. A média assusta. Todos os dias as duas unidades de emergência e urgência da cidade atendem de três a quatro pacientes.

De acordo com o prefeito Paulo Mac Donald, a imprudência é a principal causa. As conseqüências são graves e muitos ficam com seqüelas permanentes. Tanto é que, segundo estatística da Secretaria de Saúde, 30% dos atendimentos em UTI são causados por acidentes com motos. Outro problema decorrente desta situação é a fila de pacientes á espera de cirurgias ortopédicas.

“Sei que não vamos acabar com os acidentes, pois é um fato puramente casual, mas conseguir baixar os acidentes já será uma vitória, pois, inclusive as nossas despesas com UTI, 30% delas são provenientes de acidentes com motos”, disse o prefeito.

O Foztrans (Instituto de Transporte e Trânsito de Foz) chegou a conclusão de que a maior incidência dos acidentes ocorre nas sextas, nos horários entre 17h e 21h.

Duas ideias vêm sendo estudadas. A primeira é montar uma fiscalização intensiva da Guarda Municipal, Foztrans e Policia Rodoviária para conter os abusos de velocidade e outros atos irresponsáveis de motociclistas e motoristas.

A outra medida, essa através do secretário de Saúde, Alexandre Kraemer, é criar um “acidentômetro”. O medidor seria afixado em local de ampla visão com número de acidentes, mortes, casos com vítimas de mutilação e outros onde condutores ou passageiros ficaram paraplégicos. 


A intenção é conscientizar a população sobre as terríveis consequências da imprudência no trânsito.

Nenhum comentário: