9 de set de 2011

Giacobo gasta R$ 9 mil em viagem de Cascavel até Foz



O deputado Federal Fernando Giacobo (PR), que representa Foz do Iguaçu, gastou R$ 9 mil da cota parlamentar para pagar uma viagem de Cascavel até Foz. A informação sobre o valor está divulgada no Portal da Transparência da Câmara Federal. Somente neste ano, a Câmara dos Deputados, através do dinheiro dos contribuintes paranaenses, reembolsou quase R$ 90 mil de fretamento de aeronaves e helicópteros.


Giacobo fretou uma aeronave da empresa West Wings para vir até a Terra das Cataratas e depois retornar a Cascavel no dia 12 de julho. A verba utilizada por cada parlamentar sai dos cofres públicos e serve para pagar despesas relativas ao mandato. Cada deputado tem direito a R$ 27 mil de reembolso por mês.

O gasto não é novidade para o deputado. No mês de maio, também segundo o Portal da Transparência, Giacobo gastou R$ 4.500 em uma viagem não detalhada, aparentemente não detalhada na Nota Fiscal 2171.  
Agora, o mais impressionante, é a despesa apresentada pelo representante de Foz no mês de abril. Giacobo gastou a quantia de R$ 25 mil em fretamento de aeronaves. 

Desse total, pouco mais de R$ 29 mil foram utilizados em viagens entre Curitiba – São Paulo e de Cascavel até Campo Grande (MS), passando por Francisco Beltrão, Chapecó (SC) e Presidente Prudente (SP). Foram utilizadas aeronaves da West Wings, de Cascavel, e Taxi Aéreo Hércules, localizada em Foz.

A mesma empresa de Foz também recebeu R$ 11.500 para levar o deputado de Curitiba para São Paulo e Pato Branco no dia 18 de fevereiro. A preferência pelo conforto e rapidez dos vôos da Hércules fez com que Giacobo desembolsasse outros R$ 10.700 para ir de Curitiba e São Paulo, desembarcando em outros destinos não divulgados, no dia 01 de fevereiro, ou seja, no primeiro dia de mandato neste ano, já que em Janeiro há recesso nos legislativos brasileiro.

Cada deputado paranaense tem direito a R$ 60 mil de verba de gabinete, onde pode-se contratar funcionários, não podendo ultrapassar 25 pessoas. Ainda podem usar R$ 29 mil com aluguel, gasolina, alimentação e outros gastos. Se não usar toda a verba num determinado mês, o saldo fica acumulado para os próximos.

Eles recebem R$ 3 mil de auxílio moradia e também pode utilizar aproximadamente R$ 10 mil de Cota Postal e Telefônica. Para divulgar as ações, cada parlamentar tem direito a R$ 6 mil de serviços gráficos.

Nenhum comentário: