4 de ago de 2011

Campanha contra aumento de vereadores supera 9 mil assinaturas

Assinaturas também pedem a redução do orçamento da Câmara dos atuais 6% para 3% das receitas líquidas do município


A diretoria da Associação Comercial e Industrial de Foz do Iguaçu - ACIFI informou nesta quarta-feira, dia 3, que já conta com mais de nove mil assinaturas para respaldar o projeto de iniciativa popular, para que a Câmara Municipal de Foz mantenha os 15 vereadores, e ainda, reduza o orçamento dos atuais 6% para 3% das receitas líquidas do município. 

Segundo Elizangela de Paula Kuhn, esse número ainda é parcial, pois existem muitas listas que foram retiradas pelas empresas e que devem ser entregues até esta quinta-feira. Conforme Elizangela, ainda falta computar as listas retiradas pela Ordem dos Advogados do Brasil – subseção Foz, e pelo Iguassu Convention & Visitors Bureau, entidades que promovem a campanha.

"Vamos ultrapassar os dados necessários por lei para a apresentação do projeto de iniciativa popular, que é de apenas 5% dos eleitores iguaçuenses", anunciou Elizangela. Para ela, essa conquista é fruto de um intenso trabalho de mobilização das entidades, mas também expressa a manifestação da população contra o aumento de gastos e mais eficiência da aplicação dos recursos públicos.

"Estamos solicitando que os associados encaminhem para a ACIFI até esta quinta-feira, às 15 horas, todas as listas da coleta de assinaturas relativa a campanha contra o aumento no número de vereadores. A medida é necessária para que se possamos contabilizar todos os dados antes da audiência pública que foi agendada para esta sexta-feira, dia 5, às 19 horas, na Câmara de Vereadores", afirmou Elizangela.

A pedido da ACIFI, o Observatório Social de Foz do Iguaçu realizou um minucioso levantamento de dados sobre despesas das Câmaras de Vereadores, inclusive com comparativos em outras cidades do mesmo porte de Foz do Iguaçu. Esses dados serão apresentados na audiência pública que contará com a presença de empresários associados. 

"O movimento atende ao anseio da classe empresarial que quer ver a boa aplicação dos recursos públicos que, afinal, são fruto de uma pesada carga tributária que afeta toda a economia", enfatizou a presidente da ACIFI.

As informações são da Assessoria da Acifi e A Gazeta

Nenhum comentário: